A baía de Setúbal faz parte do Clube das Mais Belas Baías do Mundo.

Trata-se de uma baía de águas serenas dominada pelo estuário do Sado, pela Serra da Arrábida e pela península de Tróia, e caracterizada pela sua beleza paisagística, pelas suas grandes potencialidades em termos turísticos e pela importância natural da sua envolvente (Reserva Natural do Estuário do Sado e Parque Natural da Arrábida) que a torna um local único com uma herança natural excepcional a nível internacional.

A baía de Setúbal, onde o rio Sado e as águas do mar se encontram, é um local que nos convida para todo o tipo de actividades náuticas de desporto, recreio e lazer e onde a comunidade de golfinhos nos poderá fazer a surpresa da sua aparição e manifestação de boas vindas.

baia de setubal

Setúbal

Setúbal, cidade com cerca de 120.000 habitantes, é o principal centro geográfico e administrativo de toda a região do Sado e Arrábida.

Cidade, que já foi do sal, das conservas de peixe e dos laranjais, é hoje, cada vez mais, uma cidade onde o turismo desempenha um papel fundamental, dadas as condições excepcionais desta região para a atracção de turistas ao longo de todo o ano.

A baía de Setúbal e o estuário do Sado, que delimitam toda a sua zona ribeirinha, bem como o seu porto de águas abrigadas, sustentam um conjunto de actividades, das quais a pesca, embora sem a pujança de outros tempos, ainda se mantêm, e com a qual está relacionada a base da gastronomia da cidade.

A cidade de Setúbal, também conhecida como “cidade do rio azul” está dotada de excelentes unidades e equipamentos de hotelaria e restauração, bares e esplanadas e é um dos destinos turísticos mais apetecíveis em Portugal.

Tróia

A península de Tróia é um dos elementos fundamentais da paisagem do estuário do Sado e da baía de Setúbal, constituindo uma das entradas principais em toda a zona do Alentejo Litoral.

Trata-se de um local de contrates onde a modernidade do desenvolvimento turístico contrasta com uma ocupação romana com mais de 2000 anos, (Os romanos no Sado)onde as suas ilhas e praias oceânicas de areias brancas contrastam com a lagoa interior da Caldeira de Tróia, um autêntico santuário para as aves, e onde não faltam as tradições religiosas, consagradas nas festas anuais dedicadas a Nº Srª de Tróia.

Ao tempo dos romanos, (Tróia romana), Tróia foi uma grande povoação, cujos ocupantes se dedicavam à apanha de frutos do mar, mariscos e outros produtos e sua preparação e expedição, constituindo o mais importante centro de salga de peixe de todo o Império Romano do ocidente.