Minicruzeiro ornitológico

Safari fotográfico a algumas das zonas mais recônditas e inacessíveis do Estuário do Sado, onde poderemos apreciar, em perfeita harmonia com toda a natureza que nos rodeia, a paisagem, a tranquilidade e a magia deste mundo maravilhoso das aves.

O estuário do Sado é habitualmente visitado por cerca de 70.000 aves aquáticas, invernantes e nidificantes. A grande diversidade de aves nas variadas épocas do ano (podem observar-se aqui todas as espécies que ocorrem em Portugal), está ligada à grande diversidade de biótopos existentes, dos quais se destacam os sapais, as salinas e os arrozais, que constituem áreas importantes para a alimentação de um grande número de espécies.

De entre as espécies que possuem estatutos de conservação nacional e internacional, um largo número ocorre no Estuário do Sado. Algumas destas espécies utilizam a área para nidificação, tais como a Garça-vermelha, o Perna-longa, o Tartarinhão-ruivo-dos-pauis ou a Andorinha-do-mar-anã. A área destaca-se ainda como local de passagem ou invernada para o Alfaiate ou o Flamingo.

Locais de encontro: Clube Naval Setubalens e Marina de Tróia.

Percursos

A partir de Setúbal ou Tróia, passeio de barco pelo Estuário do Sado (boca da Comporta, Carrasqueira, Murta, Abul, Monte Novo, Rabo de Bacalhau, Ilha do Cavalo, Herdade do Pinheiro e Mitrena), com o propósito de observar a rica diversidade de aves que fazem desta zona uma das mais importantes da Europa.

Passagem por zonas de sapal, salinas e arrozais e junto de locais inacessíveis por terra, onde se concentram milhares de aves aquáticas, incluindo patos, limícolas, garças, flamingos, entre outras.

Duração 3h00
Minimo de pessoas 8
Máximo de pessoas 12
Preço adulto 30 €
Preço criança (3/12 anos) 15 €
Preço exclusividade 360 €

Aves das salinas

A existência no Estuário do Sado de uma zona entre marés com uma área considerável, onde existem grandes extensões de lamas, sapais, salinas e areias, constitui a principal razão pela qual este local é um dos locais preferenciais para um grande número de aves limícolas que aqui encontram, nos diversos habitats, o suporte alimentar e a tranquilidade que necessitam.

O estuário do Sado é habitualmente visitado por cerca de 70.000 aves aquáticas, invernantes e nidificantes, devido à tranquilidade da região mas também à existência em grande abundância de áreas importantes para a sua alimentação, nomeadamente sapais, salinas e arrozais.

Tal facto, revelando a importância nacional e internacional do Sado nesta matéria, determinou os seus vários estatutos de protecção como Reserva Natural, Important Bird Area, Zona de Protecção Especial e Sítio Ramsar.

A cegonha branca, espécie protegida pela Convenção de Berna, e os flamingos que aqui encontram uma área preferencial de invernada, são duas das espécies mais emblemáticas, sendo também de assinalar a ocorrência de diversas espécies com estatutos de conservação nacional e internacional como sejam a Garça-vermelha, o Perna-longa, o Tartarinhão-ruivo-dos-pauis ou a Andorinha-do-mar-anã.

Locais de encontro: Casa da Baía (Av. Luísa Todi, nº 46) e Hotéis de Setúbal.

Percursos

Circuito pelo interior da Reserva Natural do Estuário do Sado com passagem, por diversos locais de salinas e sapais junto ao estuário mas completamente fora dos circuitos habituais, onde se poderão visualizar com grande proximidade milhares de aves aquáticas.

Neste percurso visitar-se-ão várias salinas do Sado, algumas em funcionamento e outras abandonadas, em locais como a Mitrena, Faralhão, Moinho de marés da Mourisca, e Zambujal, e observar as muitas aves que ali ocorrem.

Programa disponível todo o ano, sendo a melhor época de Setembro a Maio.

Duração 3h30
Minimo de pessoas 2
Máximo de pessoas 8
Preço adulto 30 €
Preço criança (3/12 anos) 30 €
Preço exclusividade

Saber mais sobre as aves no Sado